Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Presidente palestiniano ilegaliza o Hamas

O presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, decidiu ilegalizar o movimento islâmico Hamas, que por sua vez anunciou que considera “ilegal” o governo de emergência que entrou ontem em funções.
18 de Junho de 2007 às 00:00
Mahmoud Abbas empossou novo governo contra o Hamas
Mahmoud Abbas empossou novo governo contra o Hamas FOTO: Atef Safadi / Epa
Fontes da presidência afirmaram que Abbas ilegalizou tanto o movimento de resistência islâmica Hamas como a sua milícia, as Brigadas Izzedine al-Kassam.
Mahmoud Abbas assegurou em Ramallah que tanto o Hamas como o seu braço armado são considerados “ilegais devido às actividades militares contra a legitimidade palestiniana e suas instituições”. “Todo aquele que estiver envolvido em algum destes grupos será castigado segundo a lei e a ordem que deriva do estado de emergência”, acrescentou. Além disso, o primeiro-ministro do novo governo de emergência, Salam Fayyad, anunciou o congelamento das contas bancárias do anterior executivo, encabeçado pelo líder do Hamas, Ismail Haniyeh.
A maior parte dos 12 ministros que integram o novo executivo e que foram empossados numa cerimónia na sede da presidência da Autoridade Nacional Palestiniana, em Ramallah, é “tecnocrata e independente”, assegurou Nabil Amer, assessor de Abbas.
O presidente e líder do movimento nacionalista Fatah dissolveu há três dias o governo de unidade, no qual o seu partido estava integrado com o Hamas, depois de este tomar o controlo da Faixa de Gaza ao fim de cinco dias de combates. O líder do Hamas não acatou a decisão presidencial e mantém na Faixa de Gaza um governo paralelo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)