Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

PRÍNCIPE WILLIAM AMEAÇADO POR FÃS

A Polícia britânica está preocupada com a segurança do príncipe William, que tem sido importunado por mais de 200 fãs, muitos dos quais nutrem por ele uma perigosa obsessão.
2 de Agosto de 2004 às 00:00
William tem uma verdadeira legião de fãs, alguns deles obcecados e potencialmente perigosos
William tem uma verdadeira legião de fãs, alguns deles obcecados e potencialmente perigosos FOTO: Jeff J Mitchell/Reuters
De acordo com o jornal britânico 'Sunday Express', a segurança do filho mais velho do príncipe Carlos e da malograda princesa Diana de Gales pode mesmo estar ameaçada.
O problema é tão premente que o Grupo de Protecção à Realeza, da Scotland Yard, nomeou já uma equipa de psiquiatras para protegerem William dos seus fãs mais arreigados.
Aqueles especialistas estão permanentemente mobilizados para o efeito, avaliando fãs sob custódia policial e outros admiradores do príncipe considerados doentes mentais e, como tal, potencialmente perigosos.
A equipa de psiquiatras tem ainda como função ajudar a Polícia a traçar os perfis psisológicos dos fãs mais perigosos para que os guarda-costas reais possam antecipar-se às suas movimentações.
A obsessão por William é tão grande que existem já numerosos 'sites' na internet dedicados à sua pessoa. De resto, fãs do sexo feminino "mimam-no" constantemente com cartas, fotografias e prendas.
Entre os fãs, há mesmo quem o "persiga" em eventos oficiais só para o ver de perto, destacando-se quatro admiradores já referenciados.
FICHEIRO FOTOGRÁFICO
As forças de protecção à realeza dispõem já de um ficheiro com fotos dos mais perigosos admiradores do príncipe, o qual está à disposição das forças policiais que patrulham os eventos reais.
No entanto, existe um óbice ao trabalho daqueles que tentam proteger a integridade física de William. "A família real britânica gosta de contactar directamente com as pessoas e não aprecia uma forte presença das forças de segurança, o que pode tornar-se num pesadelo", declarou um antigo responsável da protecção à realeza britânica.
Ver comentários