Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

PRISÃO PERPÉTUA PARA SEQUESTRADORES

Um tribunal de Havana condenou a prisão perpétua cinco homens acusados do delito de terrorismo, por terem tentado sequestrar um avião para o desviarem para os Estados Unidos da América, onde pretendiam pedir asilo político, anunciou a Imprensa cubana.
18 de Maio de 2003 às 13:25
Fidel Castro tem acusado os EUA de incentivarem a
Fidel Castro tem acusado os EUA de incentivarem a
Estes cinco indivíduos e outros três cúmplices, sentenciados a penas de prisão entre os 20 e os 30 anos, foram detidos no passado dia 10 de Abril, na Ilha da Juventude, quando procuravam sequestrar, armados com uma espingarda e armas brancas, um avião com destino a Havana.
De acordo com as autoridades cubanas, a tentativa frustada de desviar o avião para os EUA ocorreu horas antes da execução de outros três homens envolvidos no sequestro de um “ferry-boat” com 50 pessoas a bordo que também acabaram por ser detidos.
Neste caso, o grupo de sequestradores, num total de 11 elementos, havia assumido o controlo da embarcação dia 2 de Abril, com o objectivo de fugir para os EUA. Além dos três condenados à morte, quatro dos seus cúmplices foram sentenciados a prisão perpétua e outro a 30 anos de prisão.
O presidente de Cuba, Fidel Castro, tem afirmado que estas condenações são a consequência de uma “conspiração” preparada pelos Estados Unidos da América e pela “mafia terrorista” de Miami, denominação atribuída aos exilados cubanos nos EUA.
Segundo o líder cubano, por trás das tentativas de Washington e da “mafia terrorista” de Miami para alimentar a emigração ilegal esconde-se o pretexto para uma agressão armada contra Cuba, pelo que, para impedir que acções destas se repitam, Havana tem de tomar acções punitivas exemplares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)