Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Procurador detido após esfaquear juíza no tribunal de São Paulo

Matheus Assunção escondeu uma faca de cozinha debaixo da roupa e atacou a vítima no pescoço, peito e braços.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 4 de Outubro de 2019 às 17:46
Juiz
Juiz FOTO: Getty Images

Um Procurador da Fazenda Nacional brasileiro, Matheus Carneiro Assunção, foi detido na noite desta quinta-feira depois de esfaquear e tentar matar uma juíza na sede do TRF-3, Tribunal Regional Federal da 3, região na cidade brasileira de São Paulo.

Aparentemente o procurador e a juíza, que não corre risco de morrer, nem se conheciam e ele terá agido durante um surto psicótico.

Matheus foi à sede do TRF-3, na Avenida Paulista, para participar num congresso sobre medidas contra a corrupção no serviço público e não foi revistado à entrada depois de ter apresentado a identificação de Procurador da Fazenda Nacional. Mas escondida ele levava uma faca de cozinha, que ninguém percebeu, nem à entrada nem durante o congresso, que reuniu grande número de membros da Justiça e do Ministério Público.

Após o final do evento, ao início da noite, e enquanto todos os outros participantes desceram do andar onde o congresso tinha decorrido usando os elevadores, o procurador desceu pelas escadas internas e começou a apresentar uma atitude estranha, abrindo uma a uma as portas das salas dos desembargadores que trabalham no TRF-3, àquela hora no entanto vazias. Ao chegar a uma outra sala, no entanto, ele encontrou a juíza Louise Filgueiras, que nem trabalha no TRF-3 e estava ali apenas para substituir por alguns dias um desembargador que entrou em férias.

Aos gritos de que ele mesmo iria acabar com a corrupção no Brasil o procurador esfaqueou a magistrada. Apesar de se ter tentado defender, a juíza Louise foi atacada no pescoço, peito e braços.

Foram os tresloucados gritos de Matheus enquanto tentava tirar a vida à juíza que chamaram a atenção dos funcionários do tribunal, que a muito custo conseguiram dominá-lo e evitar que concretizasse a sua intenção de tirar a vida da magistrada.

Matheus Carneiro Assunção foi depois levado pela Polícia Federal para a sede da corporação na capital Paulista e incriminado por tentativa de homicídio, ficando preso em flagrante.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)