Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Prodígio que ia terminar a universidade com nove anos desistiu dos estudos

Pais não aceitaram que a universidade quisesse adiar o término da licenciatura.
Correio da Manhã 11 de Dezembro de 2019 às 09:49
Laurent Simons
Laurent Simons
Laurent Simons
Laurent Simons
Laurent Simons
Laurent Simons
Laurent Simons
Laurent Simons
Laurent Simons
Laurent Simons, o pequeno prodígio belga que ia licenciar-se em engenharia eletrónica na Universidade Técnica de Eindhoven, na Holanda, com apenas nove anos, desistiu dos estudos. 

A insituição de ensino onde estudava propôs que adiasse a conclusão da licenciatura até meados de 2020, mas o menino não gostou da ideia... nem os pais.

O fim dos seus estudos estava agendado para este mês, mas os professores consideraram que avançar tão rapidamente quanto fazia Laurent "não seria bom para o seu desenvolvimento inteletual", mesmo tendo em conta o seu percurso pouco habitual. 

A justificação dos docentes prende-se com a quantidade de exames pelos quais teria de passar antes de cumprir o seu 10.º aniversário, a 26 de dezembro, para que cumprisse o objetivo de se licenciar com nove anos. 

Os pais desvalorizaram a opinião dos professores e foram mais longe. Denunciaram "pressões e até a sugestão [por parte da faculdade] de que os serviços de proteção à criança pudessem intervir" caso continuassem a insistir na data inicial - em dezembro - para a obtenção do diploma.

Segundo a mãe, a reitoria questionou a decisão dos pais em querer que o menino acabasse os estudos daquela forma levantando a questão da pressão exercida sobre a criança de nove anos. O pai não muda de ideiais e deixou claro o seu desejo de que o filho obtivesse o diploma aos nove anos.

Os pais acreditam que o menino iria "beneficiar da continuidade para que seu talento especial se desenvolvesse bem no futuro", mas o pai decidiu não aceitar as indicações da universidade e optou por retirar a criança da universidade.

Enquanto os amigos jogam à apanhada no recreio da escola primária, Laurent Simons, de nove anos, desenhava circuitos elétricos no laboratório da Universidade de Tecnologia de Eindhoven, na Holanda.

O pequeno génio estava prestes a terminar o curso de Engenharia Elétrica em tempo recorde de nove meses, isto depois de ter ‘despachado’ o ensino primário, básico e secundário em menos de três anos.
Laurent Simons Universidade Técnica de Eindhoven Holanda educação universidades ensino
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)