Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Produtores de vinho apostam no terror

Num tempo em que o terrorismo ganha terreno, parece querer despontar uma nova variante. Produtores de vinho franceses fizeram um ultimato ao governo – ou os preços aumentam “ou o sangue correrá”.
18 de Junho de 2007 às 00:00
Produtores de vinho exigem o aumento dos preços
Produtores de vinho exigem o aumento dos preços FOTO: direitos reservados
A ameaça foi feita por um grupo de sete encapuzados, denominado Crav, que representam a União pela Acção Viticultural na região de Languedoc. O ultimato foi gravado em vídeo e enviado para o presidente Nicolas Sarkozy.
O prazo expirou ontem, coincidindo com os cem anos da última revolta dos produtores de vinho da região, que terminou com a morte de seis manifestantes abatidos a tiro pelo Exército.
O caso é tão grave que vários supermercados que vendem vinhos estrangeiros já foram atacados à bomba e marcados com graffitis do Crav. Como se isso não bastasse, diversos produtores de vinho já se suicidaram, alegadamente por não terem dinheiro para dar de comer às famílias. A situação ameaça agravar-se se não forem tomadas medidas urgentes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)