Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Professora justifica sexo com alunos com "problemas de autoestima"

Docente de 37 anos foi condenada a 30 anos de prisão por ter tido relações sexuais com três alunos.
Pedro Zagacho Gonçalves 28 de Janeiro de 2017 às 18:28
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores
Brianne Altice foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores

Brianne Altice, uma professora de inglês de um liceu em Kaysville, no estado norte-americano do Utah, foi condenada a 30 anos de prisão por ter feito sexo com três alunos menores. Durante o julgamento, a docente confessou os abusos sexuais mas agora recorreu da decisão judicial.

A professora, de 37 anos, diz-se "muito arrependida" e justifica os crimes com o facto de ter "problemas de autoestima". "Eles elogiavam-me e isso fazia-me sentir bem comigo mesma. Mas não há justificação para o que fiz. Claramente perdi o norte a todos os meus valores e princípios e procurei uma maneira inapropriada de lidar com os meus problemas", afirmou Brianne, que foi condenada por manter relações sexuais com três alunos, com idades entre os 16 e os 17 anos.

A docente foi detida depois de uma denúncia anónima ter sido investigada pela polícia. Na escola, Brianne era alvo de piadas recorrentes, com vários alunos a perguntarem uns aos outros "Com quem é que a Sr.ª Alice está a dormir agora’". Após um dos alunos descrever uma das tatuagens que a professora tinha numa zona escondida do corpo, Brianne Altice foi detida.

Brianne Altice fazia sexo com os menores na casa que partilhava com o marido e com os filhos, no carro e no parque de estacionamento de uma igreja local. Depois do escândalo o marido da norte-americana pediu o divórcio.

"Estas decisões foram minhas. A culpe é minha e de mais ninguém. Não é do meu ex-marido, da escola, ou dos meus alunos. Arrependo-me muito das decisões que tomei e que me trazem aqui", concluiu a professora na audiência que vai decidir se a pena de Brianne Altice vai ser reduzida. A decisão só será conhecida no mês que vem, mas a acusação pede que a docente permaneça na prisão pelo menos até 2020.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)