Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Protestos marcam visita de Cameron

Manifestações de grupos pró-independência marcaram a visita de ontem à Escócia do primeiro-ministro britânico, David Cameron. Um grupo de membros da designada ‘Coligação de Resistência’ tentou invadir o edifício do governo, onde Cameron debatia com o homólogo escocês, Alex Salmond, o modelo a aplicar no referendo sobre a independência escocesa.
17 de Fevereiro de 2012 às 01:00
Protestos, James Cameron,
Protestos, James Cameron, FOTO: Yanis Behrakis/Reuters

Cameron reiterou antes da reunião que "lutará, com alma e coração, para evitar a divisão do Reino Unido", mas afirmou-se disposto a dar mais poderes à Escócia, caso a independência seja rejeitada. Cameron quer, aliás, que o boletim de voto inclua duas perguntas, sendo a segunda, justamente, sobre a devolução de poderes.

Mas, quanto a isto, Salmond alega que precisa saber o que Londres oferece antes de aceitar a inclusão da pergunta. O pomo da discórdia é um modelo descrito como "devo max", que implica a máxima autonomia fiscal da Escócia face a Londres.

A contestação a Cameron ficou expressa no protesto junto à sede do governo, facilmente controlado pela polícia, e numa outra manifestação frente ao hotel do líder britânico, onde foi detida uma pessoa.

Refira-se que, segundo as sondagens, a maioria dos escoceses não quer a independência e sim maior autonomia. 

Protestos James Cameron
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)