Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

PS3 pirateada ao fim de três anos no mercado

George Hotz, o mesmo que em 2007, com apenas 17 anos, pirateou o iPhone da Apple, demonstrou que a Playstation 3, a consola de jogos da Sony e a única até agora a não permitir a leitura de jogos copiados, é vulnerável. Segundo o próprio, o processo demorou apenas cinco semanas a ser concluído. "Era suposto não ser ‘pirateável', mas nada é 100 por cento seguro", afirmou George Hotz à BBC News.
25 de Janeiro de 2010 às 20:09
PS3 pirateada ao fim de três anos no mercado
PS3 pirateada ao fim de três anos no mercado FOTO: d.r.

Tudo terá começado no Verão passado, quando George Hotz dedicou três semanas a analisar o hardware da consola. Após uma longa pausa, o jovem pirata, agora quase a completar 20 anos, resolveu dedicar mais algum tempo à tarefa, terminando-a após duas semanas. "É um sistema muito seguro", disse, revelando apenas alguns pormenores sobre o processo: "O método envolver cinco por cento de hardware e 95 por cento de software".

Curioso é o facto de, como afirmou o próprio, "nunca ter jogado na PS3", explicando que a única motivação para quebrar o sistema da consola é "a curiosidade".

Um porta-voz da Sony, citado pela BBC News, disse que a empresa já está a investigar a situação.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)