Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

PSOE apresenta moção de censura contra Rajoy por corrupção de dirigentes

Imprensa espanhola revela que líder do PSOE já avançou com uma moção de censura ao Governo de Mariano Rajoy após a condenação no "caso Gürtel".
25 de Maio de 2018 às 10:44
Rajoy
Sánchez
Rajoy
Sánchez
Rajoy
Sánchez
Pedro Sánchez antecipou-se à reunião que tinha marcado de urgência no partido e que decorre neste momento. O líder do PSOE já deu ordem para que avance a moção de censura ao Governo do PP no congresso dos deputados, depois da condenação do partido num caso de corrupção.

A moção terá o apoio dos 84 deputados socialistas e dos 69 do Podemos, além de outros deputados de partidos minoritários, segundo avança o El Mundo.
Em causa está a condenação do Partido Popular (PP) por corrupção, após uma investigação de anos que acusou Luis Bárcenas, ex- tesoureiro do partido, e o empresário Francisco Correa de combinarem negócios e subornos em várias zonas governadas pelo PP, cujos lucros depois iriam para contas em paraísos fiscais. 

O partido escreveu no Twitter que a "resposta do PP e do Governo após a sentença do 'caso Gürtel', que implica politicamente o presidente do Governo do PP, Mariano Rajoy, é inaceitável". Horas depois o PSOE anunciou uma reunião e remeteu a decisão para uma conferência de imprensa posterior. 

Esta sexta-feira, o El Mundo cita fontes da direcção do PP que dizem que a moção de censura é "inevitável". Esta é também uma forma de encostar o Ciudadanos e o Podemos à parede: para os socialista, a moção de censura vai mostrar se esses partidos querem apostar num outro Governo liderado por Sanchez ou se deixam o PP continuar.
No entanto, o Ciudadanos não quer uma moção de censura numa altura em que o problema na Catalunha ainda se mantém. Apesar de aproveitar o caso para erodir o PP, Albert Rivera, o líder do Ciudadanos, quer reunir com o Governo para lidar com o tema sem causar danos ao país. Posteriormente à decisão do PSOE, já esta sexta-feira, Rivera pediu eleições antecipadas, argumentando que "a condenação por corrupção liquidou a legislatura", mas não especificou qual será o voto do seu partido à moção de censura. 



Já o Podemos deverá estar ao lado do PSOE nesta questão. O partido diz ser "evidente que é necessária uma moção de censura", referindo que "este Governo tem de ser expulso".


Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)