Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Putin destaca decisão de Kohl para o fim da Guerra Fria

Ex-chanceler alemão era considerado o 'pai' da reunificação alemã.
Lusa 16 de Junho de 2017 às 19:52
Vladimir Putin, líder da Rússia
O presidente da Rússia, Vladimir Putín
Vladimir Putin, líder da Rússia
O presidente da Rússia, Vladimir Putín
Vladimir Putin, líder da Rússia
O presidente da Rússia, Vladimir Putín
O Presidente russo Vladimir Putin enviou as condolências da Rússia pela morte do ex-chanceler alemão Helmut Kohl, e destacou a sua "função decisiva" no fim da Guerra Fria e na reunificação alemã.

Através de uma mensagem divulgada na página digital oficial do Kremlin, Putin elogia Kohl pelo "desempenho decisivo em pôr termo à Guerra Fria e na reunificação da Alemanha".

Na mensagem dirigida à chanceler alemã Angela Merkel e ao Presidente alemão Frank-Walter Steinmeier, o líder do Kremlin refere que admirava "genuinamente a sua inteligência, a sua habilidade para promover relações equilibradas e de longo alcance, mesmo nas situações mais difíceis".

Putin disse ainda que Kohl "será recordado na Rússia como um fervoroso defensor da uma relação de amizade" entre os dois países.

Vladimir Putin era um oficial do KGB na ex-República Democrática Alemã (RDA) quando Kohl dirigiu a reunificação da Alemanha ocidental e da Alemanha de leste.

O ex-chanceler alemão, desde então considerado o "pai" da reunificação alemã, morreu esta sexta-feira aos 87 anos na sua casa de Ludwigshafen, sudoeste do país.

Helmut Kohl, o dirigente político germânico que mais tempo governou a República Federal, com quatro legislaturas, foi o artífice da reunificação alemã, após a queda do Muro de Berlim em 1989.
Vladimir Putin ex-chanceler alemão Helmut Kohl Angela Merkel chanceler alemã política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)