Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Putin não pode dizer a Bashar al-Assad para deixar poder

Presidente russo diz que líder sírio foi eleito pelo povo.
13 de Novembro de 2015 às 17:18
Presidente Russo, Vladimir Putin
Presidente Russo, Vladimir Putin FOTO: EPA
O Presidente russo, Vladimir Putin, afirmou, numa entrevista publicada esta sexta-feira, que a Rússia não tem o direito de pedir ao líder sírio, Bashar al-Assad, para deixar o poder, como é exigido pelo Ocidente e pelos países árabes.

"A Síria é um país soberano e Bashar al-Assad é o presidente, eleito pelo povo. Teremos portanto o direito de discutir com ele tais questões? Claro que não", disse Putin, numa entrevista publicada no 'site' do Kremlin (presidência russa), na véspera de uma nova ronda de negociações internacionais em Viena, Áustria, sobre o conflito sírio.

As negociações para traçar os contornos de uma transição política na Síria, país afetado há mais de quatro anos por uma guerra civil, voltam a reunir no sábado em Viena cerca de 20 delegações internacionais.

No passado dia 30 de outubro, a capital austríaca já foi a anfitriã de uma reunião internacional para debater o conflito sírio. O encontro de finais de outubro reuniu, pela primeira vez, todos os principais atores estrangeiros no conflito sírio, incluindo Estados Unidos, Rússia, Arábia Saudita, Turquia, Irão, Egito, Líbano e União Europeia.
" do Ocidente face à intervenção russa.
Vladimir Putin Rússia Bashar
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)