Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Pyongyang aumenta tensão com Washington

As autoridades norte-coreanas elevaram o nível de tensão com os EUA, que dizem ser a “pedra angular do terrorismo de Estado”, num novo passo da escalada de acusações trocadas entre Pyongyang e Washington desde que em 2002 a Coreia do Norte foi acusada de ter reiniciado o seu programa militar nuclear, após ter expulso os inspectores do Organismo Internacional de Energia Atómica (OIEA).
3 de Maio de 2005 às 10:47
Pyongyang aumenta tensão com Washington
Pyongyang aumenta tensão com Washington FOTO: d.r.
“É ridículo que os EUA, a pedra angular do terrorismo de Estado e o principal incentivador do terrorismo, publique uma informação sobre terrorismo todos os anos e classifique os países que se opõem a Washington de estados que apoiam o terrorismo”, afirmou um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros norte-coreano, recordando que a própria administração Bush reconheceu que a Coreia do Norte não tem nenhum antecedente de apoiar o terrorismo.
A realização pela Coreia do Norte, na passada segunda-feira, de um teste de um míssil de curto alcance veio relançar a polémica entre Pyongyang e Washington, apesar de o Japão e a Coreia do Sul terem tentado acalmar os ânimos, assegurando que a iniciativa norte-coreana não representava uma ameaça para a segurança da região e que podia ser entendida como fazendo parte das manobras militares que se podiam esperar do regime estalinista.
Todavia, de acordo com o jornal sul-coreano “Chosun Ilbo”, os serviços secretos norte-americanos detectaram movimentos de equipamentos pesados na Coreia do Norte, na região nordeste do país, o que, alegam, indica pode estar a ser preparado um teste nuclear subterrâneo. O que, a ocorrer, aumentaria a preocupação com o aumento do poder militar do país, sobretudo depois de, em Fevereiro, Pyongyang ter anunciado que possui armas nucleares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)