Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Quatro dias de trabalho por semana sem redução de salário? Conheça o modelo

Objetivo é aumentar o bem-estar sem, contudo, diminuir a produtividade.
Correio da Manhã 1 de Setembro de 2021 às 12:12
Escritório
Escritório FOTO: Getty Images
A Escócia vai testar uma alteração à carga horária semanal, com uma semana de quatro dias, sem diminuição dos salários. 

Um relatório desenvolvido pelo instituto de pesquisa IPPR Scotland aponta que 80% das pessoas inquiridas preferem uma semana de trabalho de quatro dias. A mesma proporção afirma também que considera que iria contribuir para o seu bem-estar, avança a BBC.

No estudo publicado esta quarta-feira, são sugeridas algumas ideias de como a hipótese poderá ser implementada. O objetivo seria reduzir em 20% a carga horária sem, contudo, diminuir a produtividade.

Pretende-se assegurar que as pessoas, com três folgas semanais, têm um aumento de bem-estar e, deste modo, se tornam mais produtivas. 

IPPR Scotland sugere que as horas retiradas da carga semanal sejam redirecionadas para outras atividades, como formações, ou ser agrupadas e somadas para intervalos sabáticos do trabalho. 

O instituto de pesquisa também sugere que a redução de horários podem ser entregues aos trabalhadores integradas nas férias anuais, feriados ou como licença parental.

A hipótese vai ser testada pelo governo escocês. 

Alguns países, como a Islândia e a Nova Zelândia, já implementaram métodos semelhantes.
Escócia questões sociais sociedade (geral) Islândia Nova Zelândia
Ver comentários