Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Três mortos em queda de avião que combatia incêndios na Austrália

Vítimas mortais são de nacionalidade norte-americana.
Correio da Manhã e Lusa 23 de Janeiro de 2020 às 07:31
Incêndios chegam perto do aeroporto de Canberra, na Austrália
Inferno das chamas devora Austrália
Incêndios chegam perto do aeroporto de Canberra, na Austrália
Inferno das chamas devora Austrália
Incêndios chegam perto do aeroporto de Canberra, na Austrália
Inferno das chamas devora Austrália
Três pessoas morreram esta quinta-feira na sequência da queda de um avião C-130 que combatia incêndios, no estado australiano de Nova Gales do Sul.

As vítimas mortais são de nacionalidade norte-americana, de acordo com as autoridades australianas.

"Tragicamente, parece não haver sobreviventes como resultado do acidente na área de Snowy Monaro", disse Shane Fitzsimmons, Comissário de Serviços de Incêndio Rural do estado de Nova Gales do Sul."(O avião-tanque) impactou fortemente o solo e os relatos iniciais são de que houve uma grande bola de fogo associada ao impacto do avião ao atingir o solo. Não há nenhuma indicação, nesta fase, do que causou o acidente".

Um porta-voz da Autoridade de Segurança da Aviação Civil da Austrália disse que a aeronave entrou num vale para deitar o retardador e não saiu.

Fitzsimmons disse que o avião foi alugado pela empresa canadense de combate a incêndios Coulson Aviation, que tinha um segundo C-130 Hercules a trabalhar na operação de incêndios florestais da Austrália.

O Australian Transport Safety Bureau informou que estava a enviar uma equipa de investigadores para o local do acidente para recolher perícias.

A empresa Coulson disse que o avião estava numa missão e carregava uma carga de retardante. A empresa disse que enviará uma equipa para o local do acidente para ajudar nas operações de emergência.

"O acidente é relatado como extenso e estamos profundamente tristes por confirmar que houve três mortes", afirmou a empresa num breve comunicado por e-mail.

Com a queda do avião aumentou para 32 o número total de mortos por causa dos incêndios.

Entretanto, os voos de e para o aeroporto de Camberra continuam condicionados, com grande parte da região coberta por uma espessa nuvem de fumo, com as autoridades a explicarem que o incêndio na região está "dentro de linhas de contenção", apesar de continuar a representar um risco.

As autoridades emitiram já apelos para que empresas e instituições em Camberra reduzam os aparelhos de ar condicionado para reduzir o impacto do fumo.

Foi ainda feito um apelo para que se reduza o consumo de energia até ao início da noite dada a pressão que o "clima extremo" está a ter na rede elétrica.

Em Nova Gales do Sul há ainda três fogos no nível de emergência, de cerca de 85 ativos, com chuva castanha, devido ao pó e fumo, a cair em Melbourne.

Vários encontros do Open da Austrália foram já atrasados devido às condições.


Em atualização
acidentes e desastres Austrália morte mortos florestais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)