Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Queda na banheira matou ex-ditador Videla

Várias fraturas e uma hemorragia resultantes de uma queda ditaram o fim do ditador Jorge Rafael Videla.
20 de Maio de 2013 às 11:29
Jorge Rafael Videla, ex-ditador argentino.
Jorge Rafael Videla, ex-ditador argentino. FOTO: Marcos Brindicci/Reuters

O ex-ditador argentino Jorge Rafael Videla, que morreu na passada sexta-feira, aos 87 anos, foi vítima de múltiplas fraturas e de uma hemorragina interna provocadas por uma queda na banheira, revela o jornal local 'La Nación'. O corpo do antigo ditador será enterrado entre hoje e amanhã.

Jorge Videla levou a cabo um golpe de estado em 1979, quando derrubou a presidente Maria Estela Perón. Depois de ter governado a Argentina com mão de ferro entre os anos de 1976 e 1981, acabou por ser julgado por crimes contra a humanidade após a restauração da democracia, em 1983.

Argentina Banheira Fraturas Hemorragia Jorge Rafael Videla Maria Estela Perón.
Ver comentários