Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Quénia: Francesa raptada por homens armados

Uma mulher francesa foi raptada na passada sexta-feira, na ilha de Lamu, no leste do Quénia, que faz fronteira com a Somália, segundo informações divulgadas neste sábado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros de França.
1 de Outubro de 2011 às 11:26
Mulher raptada passava grande parte do ano no Arquipélago de Lamu
Mulher raptada passava grande parte do ano no Arquipélago de Lamu FOTO: Reuters

O rapto aconteceu na mesma zona onde uma britânica foi raptada e morto o seu marido, no mês passado, disse Bernard Valero, porta-voz do ministério gaulês, sem dar outros pormenores, nomeadamente a idade da cidadã e em que condições foi raptada.

Segundo declarações prestadas à agência noticiosa AFP por um agente policial, trata-se de uma idosa, raptada por homens armados na noite de sexta-feira. Diversas testemunhas afirmaram que a cidadã francesa foi raptada na ilha de Manda, frente à aldeia de Shela, na ilha de Lamu, onde se encontram residências de veraneio de cidadãos ricos estrangeiros.  
 
A francesa raptada costumava passar grande parte do ano no arquipélago de Lamu, tinha uma mobilidade muito reduzida e deslocava-se numa cadeira de rodas, segundo várias fontes quenianas citadas pela AFP.

Quénia rapto Arquipélago de Lamu Somália França
Ver comentários