Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Questão iraniana será prioritária para Bush

A crise nuclear iraniana será uma das prioridades em matéria de política externa para a administração Bush ao longo do próximo ano. A garantia foi dada pelo presidente norte-americano no seu tradicional discurso do Estado da Nação, transmitido ontem à noite (esta madrugada em Lisboa) pela televisão para milhões de americanos.
1 de Fevereiro de 2006 às 00:00
Para Bush, um Irão nuclear não tem lugar na ‘família das nações’
Para Bush, um Irão nuclear não tem lugar na ‘família das nações’ FOTO: Reuters
Segundo fontes da Casa Branca, Bush iria referir-se aos esforços para travar o programa nuclear de Teerão como uma das suas principais preocupações, bem como manifestar o apoio dos EUA “a todos os iraquianos que desejam uma maior liberdade”. A mensagem seria bem clara: se o Irão pretende um lugar na ‘família de nações’ deverá “abandonar as suas ambições nucleares”.
Num discurso que se previa mais contido em matéria de promessas que os de anos anteriores, Bush deveria ainda manifestar uma visão optimista para a evolução da situação no Iraque e a continuação do crescimento económico dos EUA. A nível doméstico, a prioridade seria a promoção das energias alternativas e dos cuidados de saúde.
Após um ano difícil para o presidente – com a guerra no Iraque, o escândalo das escutas e o desastre do ‘Katrina’ – o discurso era encarado como uma tentativa de Bush para insuflar um novo fôlego na sua administração com vista às eleições intercalares de Novembro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)