Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Rainha Isabel II lutou contra cancro raro durante os últimos meses de vida, diz amigo do príncipe Filipe

Revelação feita por Gyles Brandreth numa nova biografia intitulada "Isabel: Um retrato íntimo".
Correio da Manhã 25 de Novembro de 2022 às 21:18
Rainha Isabel II
Rainha Isabel II

A rainha Isabel II estava a "lutar contra um cancro nos últimos meses de vida", revela um amigo do príncipe Filipe, numa nova biografia intitulada "Isabel: Um retrato íntimo".

A causa oficial da morte da rainha foi anunciada como resultante de "velhice", mas Gyles Brandreth, amigo do marido da monarca, afirmou que, na realidade, a morte resultou de "um raro cancro na medula óssea".

Segundo o jornal britânico Mirror, na obra, Brandreth escreveu: "Ouvi dizer que a rainha tinha mieloma - um raro cancro na medula óssea -, que explicava o cansaço, a perda de peso e os "problemas de mobilidade" de que nos falavam frequentemente durante o último ano da sua da monarca".

"O sintoma mais comum do mieloma é a dor óssea, especialmente na pélvis e lombares, e é uma doença que afeta frequentemente os idosos", refere o Brandreth. "Atualmente, não há cura conhecida, mas o tratamento - que inclui medicamentos para ajudar a regular o sistema imunitário e medicamentos que ajudam a prevenir o enfraquecimento dos ossos - pode reduzir a gravidade dos sintomas e prolongar a sobrevivência do paciente por meses ou de dois a três anos".

O livro revela também que a rainha perdeu energia, apesar de dizer aos assistentes que estava determinada a manter-se ocupada, após a morte de Philip, em abril do ano passado.

Rainha Isabel II Filipe Gyles Brandreth saúde interesse humano realeza investigação médica
Ver comentários
C-Studio