Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Rajoy admite rever Constituição

Governante rejeita quaisquer alterações que atentem contra a unidade de Espanha.
6 de Dezembro de 2014 às 13:12
Rajoy afirmou que a Constituição pode sempre ser revista, mas apelou aos partidos para que não banalizem a questão
Rajoy afirmou que a Constituição pode sempre ser revista, mas apelou aos partidos para que não banalizem a questão FOTO: Andrea Comas/Reuters

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, afirmou este sábado que não considera prioritário rever a Constituição, que rejeita quaisquer alterações que atentem contra a unidade de Espanha e que só aceita mudanças pontuais e muito concretas.


O chefe do governo falava à imprensa no Congresso dos Deputados, onde assistiu à celebração do 36.º aniversário do texto constitucional, numa altura em que Espanha, confrontada com um processo político independentista da Catalunha, debate uma eventual revisão constitucional.

"Estou aberto a todas as propostas mas, até agora, não ouvi nenhuma que não a dos que pedem o direito de autodeterminação e a ruptura da soberania nacional. Eu vou defender a unidade de Espanha e a soberania nacional e não vou fazer nada que vá contra a igualdade dos espanhóis e os seus direitos fundamentais", disse.


Rajoy, líder do Partido Popular, afirmou que a Constituição pode sempre ser revista, e já o foi em duas ocasiões, mas apelou aos partidos para que não banalizem a questão e criticou o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) por pretender alterar a reforma acordada em 2011, quando governava, para garantir a estabilidade orçamental.

Mariano Rajoy Espanha Congresso dos Deputados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)