Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Rajoy recusa acordo

Primeiro-ministro espanhol nega coligação pós-eleitoral com PSOE.
Isabel Faria 19 de Dezembro de 2015 às 20:08
Mariano Rajoy é o candidato do PP
Mariano Rajoy é o candidato do PP FOTO: Juanjo Martin/EPA
Em vésperas de eleições legislativas em Espanha, o atual primeiro-ministro, Mariano Rajoy, recusa um cenário de coligação com o partido socialista (PSOE), caso vença sem maioria, como apontam as últimas sondagens.

Esta sexta-feira, no último dia de campanha, o candidato à reeleição pelo Partido Popular (PP) negou ter proposto uma coligação para depois das eleições, como tem sido referido na imprensa espanhola nos últimos dias. "Não sei quem a propôs. Eu não fui certamente e ninguém do PP propôs essa coligação", disse, em entrevista à RNE.


Também o candidato do PSOE à liderança do governo espanhol, Pedro Sánchez, rejeitou uma possível coligação pós-eleitoral com o PP, afirmando, em comício, que o seu objetivo é tirar Rajoy do governo.

Na entrevista desta sexta-feira, Mariano Rajoy voltou a apelar para "a necessidade de uma a governação estável" e admitiu que, para manter a economia do país a crescer e a credibilidade internacional, poderá ter de fazer acordos, sem, no entanto, avançar detalhes.

O primeiro-ministro espanhol insistiu, ainda, que o voto no PP "é a única alternativa a uma coligação entre o PSOE e o Podemos", partido de esquerda liderado por Pablo Iglesias, e outras forças políticas. "Isso seria extremamente negativo para o país", frisou.
Espanha Mariano Rajoy PSOE Partido Popular PP Pedro Sánchez Pablo Iglesias eleições legislativas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)