Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

RAMIRO LOPES SUCEDE A MELLO

O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, nomeou o diplomata português Ramiro Lopes da Silva como seu representante especial no Iraque, sucedendo a Sérgio Vieira de Mello morto na terça-feira num atentado terrorista contra a sede da ONU em Bagdad.
23 de Agosto de 2003 às 02:03
Ramiro Lopes
Ramiro Lopes FOTO: d.r.
Ramiro Lopes da Silva, era o "número dois" de Sérgio Vieira de Mello, e, deverá interinamente o cargo de representante do secretário-geral das Nações Unidas no Iraque.
Em declarações à SIC, Ramiro Lopes considerou o convite de Kofi Annan, para ocupar o cargo "como uma honra". O diplomata revelou ainda as últimas palavras de Sérgio Vieira de Mello. "Não abandonem o Iraque", disse o brasieliro
O diplomata português, que era o coordenador da ajuda humanitária no Iraque, trabalhou anteriormente no Programa Alimentar Mundial da FAO.
O Ministério dos Negócios Estrangeiros já manifestou a sua satisfação pela escolha da ONU , afirmando através do seu porta-voz "tratar-se de uma decisão acertada".
JOSÉ LAMEGO CONSULTOR
O antigo dirigente socialista e antigo secretário de Estado da Cooperação do primeiro Governo liderado por António Guterres, José Lamego, apresentou candidatura a um lugar na equipa que vai dirigir a reconstrução do Iraque em articulação com as Nações Unidas.
COLIGAÇÃO CONTINUA A SOFRER BAIXAS
Três soldados britânicos morreram e um quarto sofreu ferimentos graves, hoje, na cidade de Bassorá, sul do Iraque, informou um porta-voz da coligação. O capitão britânico Hisham Halawi assinalou estarem ainda a ser recolhidas informações sobre as circunstâncias da morte dos soldados.
Ver comentários