Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Recém-nascido entre a vida e a morte ao ser infetado com vírus do herpes

Menino, com apenas quatro semanas, contraiu o vírus através do beijo de um familiar.
Correio da Manhã 14 de Janeiro de 2020 às 15:52
Bebé recém-nascido infetado com o vírus do herpes
Bebé recém-nascido infetado com o vírus do herpes
Bebé recém-nascido infetado com o vírus do herpes
Bebé recém-nascido infetado com o vírus do herpes
Bebé recém-nascido infetado com o vírus do herpes
Bebé recém-nascido infetado com o vírus do herpes

Um recém-nascido ficou às portas da morte ao ficar infetado com herpes que terá sido passado por um familiar depois de este lhe ter dado um beijo. O menino começou a formar bolhas, o que levou os médicos a administrar-lhe um medicamento anti viral. Roman tinha nascido apenas há quatro semanas quando tudo aconteceu.

O menino nasceu com icterícia – uma coloração amarelada da pele e olhos – e esteve desde o nascimento numa incubadora, onde só os membros da família foram autorizados a abraçá-lo e a dar-lhe beijos.

Ao pegarem no menino, Matthew e Danniella, os pais de Roman, perceberam que ele tinha uma erupção cutânea na cabeça que se transformou rapidamente em bolhas. No mesmo dia, os pais do menino foram informados de que o filho tinha contraído herpes, um vírus fatal para crianças pequenas.  

O casal percebeu rapidamente que só podia ter sido um membro da família a infetar o menino.

Após três semanas de tratamento para impedir que o vírus atacasse o resto do corpo, Roman sobreviveu e tem agora 11 meses de vida. Para eventuais crises que pudessem acontecer, os pais receberam cremes e remédios.

O casal de Rotherham, Yorkshire, compartilhou a história pela Internet para incentivar as pessoas a não dar beijos a bebés recém-nascidos de forma a evitar que o vírus passe.

"Quando ele nasceu, os membros da família entraram e saíram para vê-lo enquanto ele estava na enfermaria neonatal e, como toda a gente, eles queriam dar um abraço e um beijo", disse a mãe de Roman.

Depois de o menino ter contraído o vírus, os pais nunca mais lhe deram um beijo com receio de que ficasse doente novamente. "Temos regras rígidas agora. Nem nós nem nenhum familiar ou amigo pode beijá-lo porque estamos com muito medo de que fique doente novamente", disse Danniella.

O menino ainda não teve alta do pediatra, uma vez que continua a sofrer crises.

Roman Dransfield saúde interesse humano questões sociais herpes bebé vírus recém-nascido
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)