Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Reconciliação palestiniana "não tem volta atrás"

O líder do movimento radical palestiniano Hamas, Ismail Haniye, afirmou esta segunda-feira no Cairo que a "reconciliação" entre o Hamas e o Fatah, o movimento do presidente da Autoridade Nacional Palestiniana, Mahmud Abbas, "é uma opção estratégica e não tem volta atrás".
26 de Dezembro de 2011 às 16:04
Mahmud Abbas, presidente da Autoridade Nacional Palestiniana
Mahmud Abbas, presidente da Autoridade Nacional Palestiniana FOTO: Mike Segar / Reuters

"Estamos prontos para dar os passos necessários à reconciliação", afirmou Haniye depois de uma reunião com secretário-geral da Liga Árabe, Nabil al Arabi.

Ismail Haniye iniciou hoje na capital egípcia a sua primeira viagem ao estrangeiro desde 2007, quando o Hamas assumiu o controla da Faixa de Gaza expulsando forças do Fatah, que controla a Cisjordânia.

Al Arabi sublinhou a sucessão de reuniões que se têm realizado no Cairo para discutir a questão palestiniana e afirmou que "o trabalho começou e deve agora seguir até ao fim".

O Hamas e o Fatah acordaram em 22 de Dezembro participarem nas eleições para o parlamento da Organização de Libertação da Palestina (OLP), acordo que foi entendido como um passo importante para a reconciliação entre os dois movimentos palestinianos.

No final da reunião de hoje com al Arabi, o líder do Hamas afirmou ainda que discutiu o apoio necessário da Liga Árabe ao processo eleitoral palestiniano "para evitar que os Estados Unidos e Israel o façam fracassar".

A seguir ao Egipto, Ismail Haniye, deverá visitar o Sudão, a Turquia, a Tunísia, o Bahrein e o Qatar.

hamas abbas palestina fatah
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)