Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Regina Duarte adia novamente decisão sobre convite de Bolsonaro para assumir pasta da Cultura

Artista foi convidada na sexta-feira para assumir a Cultura, uma das áreas em que o governo Bolsonaro enfrenta mais críticas.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 23 de Janeiro de 2020 às 00:15
Bolsonaro e Regina Duarte
Regina Duarte
Bolsonaro e Regina Duarte
Regina Duarte
Bolsonaro e Regina Duarte
Regina Duarte

A actriz brasileira Regina Duarte adiou esta quarta-feira mais uma vez a resposta ao convite feito sexta-feira passada pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a pasta da Cultura, vaga desde a semana passada após o então titular, Roberto Alvim, ter sido demitido por fazer um discurso usando frases do antigo ministro da Propaganda de Adolf Hitler, Joseph Goebbels. Esta quarta-feira Regina Duarte esteve em Brasília e tudo levava a crer que anunciaria a sua decisão sobre o convite para entrar para o governo, mas não foi assim, pelo menos até ao início da noite.

"Hoje, não. Noivado é noivado, tem de ter um tempo. Vou continuar conversando, noivando."-Respondeu a actriz, de 72 anos, ao ser indagada por jornalistas se anunciaria esta quarta-feira finalmente a sua decisão, utilizando a mesma metáfora usada anteriormente por Bolsonaro de que ele e Regina estavam a "noivar", a conhecer-se melhor antes da decisão sobre o convite.

Regina foi convidada ainda na sexta-feira para assumir a Cultura, uma das áreas em que o governo Bolsonaro enfrenta mais críticas, mas pediu prazo até à passada segunda-feira para responder. Ainda durante o fim de semana, fez saber à assessoria presidencial que só tomaria a decisão depois de uma conversa "olhos nos olhos" com Bolsonaro.

Essa conversa ocorreu na tarde de segunda-feira numa sala do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, onde Jair Bolsonaro se deslocou, mas ainda não foi dessa que a actriz aceitou. Nesse dia, ficou combinado que antes de tomar a decisão definitiva, Regina Duarte queria ir a Brasília conhecer a estructura da secretaria Nacional de Cultura, que, por causa dela, pode voltar a ser ministério.

Mas, ao bom estilo das novelas que a tornaram famosa e que se prolongam por longo tempo sem definição do desfecho dos personagens, também não foi desta feita que a actriz anunciou se aceita ou não o convite. Ela almoçou no Palácio do Planalto com Bolsonaro e alguns convidados, depois reuniu-se com vários ministros para conhecer detalhes da pasta da Cultura mas, (ufa!) pelo menos até às 21 e 30 desta quarta-feira em Lisboa, nada de anunciar se aceita ou não o cargo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)