Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Reino Unido aprova extradição de terrorista

A principal instância judicial do Reino Unido aprovou esta quarta-feira a extradição para a Jordânia do clérigo muçulmano radical Abu Qatada, que chegou a ser considerado o líder espiritual da al-Qaeda e braço direito de Osama bin Laden na Europa.
18 de Fevereiro de 2009 às 15:01

A Câmara dos Lordes tomou esta decisão após um recurso do Ministério do Interior Britânico face a um veredicto de um tribunal que determinara que o clérigo não podia ser extraditado.

O motivo alegado pelo tribunal para impedir a extradição de Qatada, condenado por terrorismo na Jordânia, era de que algumas provas apresentadas poderiam ter sido obtidas por meio de tortura.

Os lordes consideraram que não há fundamentos razoáveis para crer que Qatada não teria um julgamento justo no seu país.

A justiça jordana condenou Qatada em duas ocasiões, em 1998 e 2000, a um total de 15 anos de trabalhos forçados por actividades terroristas e vínculos com a al-Qaeda.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)