Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Religioso xiita assassinado em Bagdad

Um representante do clérgo xiita Ayatollah Ali Sistani, o filho e quatro guardas nacionais foram assassinados quarta-feira à noite no sul de Bagdad, confirmou, esta quinta-feira, o gabinete do dignitário religioso na cidade santa xiita de Najaf.
13 de Janeiro de 2005 às 11:24
"O xeque Mahmud al-Madahaini, o filho e quatro guardas nacionais foram assassinados quando regressavam da oração da noite em Salman Pak", a dez quilómetros a sul de Bagdad, afirmou o responsável pelo gabinete da figura mais emblemática dos xiitas no Iraque.
Segundo a mesma fonte, o "xeque Madahaini tinha recebido várias ameaças e foi alvo de diversas tentativas de assassínio". Nas eleições gerais do próximo dia 30, o Grande Ayatollah Ali Sistani apoia a Aliança Unificada Iraquiana, que inclui várias correntes xiitas, à excepção da do jovem chefe radical Moqtada Sadr.
EMPRESÁRIO TURCO RAPTADO
Um grupo de homens armados mataram hoje a tiro seis iraquianos e raptaram um empresário turco à porta de um hotel do centro de Bagdad, disse a polícia.
O empresário turco, que o oficial da polícia identificou como sendo Abdul-Qader Tankello, foi raptado por pelo menos 10 homens armados que abandonaram o local de automóvel.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)