Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

REVELAÇÕES SÃO SÓ A PONTA DO ICEBERG

Paul Burrell, antigo mordomo de Diana, desafiou ontem os filhos da princesa e prometeu mais revelações sobre a sua vida. Para Burrell, que foi empregado e amigo íntimo de Diana durante cerca de dez anos, William e Harry apenas o criticaram por terem sido manipulados por cortesãos do Palácio Real.
27 de Outubro de 2003 às 00:00
Os filhos de Diana acusaram Burrell de “traição fria e inequívoca” e intimaram-no a não continuar a publicar relatos sobre a vida privada da malograda princesa. Com estas palavras, os príncipes reagiram às crónicas diárias que o ‘Daily Mirror’ publicou durante a semana com excertos do livro de Burrell, “Um Dever Real”, a publicar dentro de uma semana.
Mas Burrell, que se considera “o guardião” dos segredos de Diana, não vai calar-se. Classificando o que já foi publicado como “a ponta do icebergue”, promete mais revelações, mas sempre sem “ultrapassar a fronteira” da indiscrição.
Sobre William e Harry afirma que foram postos contra si pelos mesmos conselheiros reais que “torturaram” a sua própria mulher e os dois filhos aquando do processo de que foi alvo em 2002 por alegado roubo de bens da princesa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)