Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

REVOLTA DE IMIGRANTES NA AUSTRÁLIA

A revolta dos imigrantes clandestinos na Austrália atingiu quatro dos sete centros de detenção onde as autoridades australianas mantêm os migrantes interceptados até que a sua situação seja resolvida pelo aparelho burocrático do Estado, o que pode demorar anos. A polícia de intervenção foi chamada para repor a ordem nos campos, em três dos quais foram ateados fogos.
30 de Dezembro de 2002 às 17:43
REVOLTA DE IMIGRANTES NA AUSTRÁLIA
REVOLTA DE IMIGRANTES NA AUSTRÁLIA
Esta onda coordenada de revolta marcou um agravamento dos protestos dos imigrantes clandestinos na Austrália, até agora ocorridos isoladamente, em cada campo de detenção. De acordo com a Polícia australiana, a ordem foi reposta em todos os quatro centros onde os reclusos estavam amotinados e foram detidos quatro dos revoltosos, que serão formalmente acusados pelos actos de violência.

A política australiana para lidar com os imigrantes ilegais, fechando-os em centros de detenção, tem sido muito criticada por diversas organizações não-governamentais em todo o Mundo, uma vez que os detidos podem esperar anos para saber se são autorizados a ficar ou são deportados para os países de origem.

Apesar das críticas e protestos, o primeiro-ministro John Howard não vai mudar esta política, muito apreciada pelos australianos, e até a agravou recentemente, ao decidir que todos os barcos com imigrantes ilegais interceptados em mar alto não serão autorizados a aportar na Austrália.
Ver comentários