Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Rio de Janeiro em alerta máximo

O estado do Rio de Janeiro está em alerta máximo devido à previsão de agravamento das tempestades que estão a afectar toda a região e que já desalojaram dezenas de milhares de pessoas. O mau tempo fustiga também Minas Gerais, onde já morreram oito pessoas e o estado de emergência foi declarado em 87 cidades.
6 de Janeiro de 2012 às 22:11
Cheias em Campo de Goytacazes, no estado carioca
Cheias em Campo de Goytacazes, no estado carioca FOTO: Gerson Gomes/Reuters

Sérgio Cabral, governador do Rio, decretou o alerta máximo após reunião com o seu gabinete. Segundo o ministra da Integração Nacional, Fernando Bezerra, responsável pela Protecção Civil, todo o estado, incluindo a capital e a região serrana, onde em Janeiro de 2011 um temporal matou mais de 900 pessoas, vai ser fustigado até terça-feira por chuvas torrenciais.

No norte do estado carioca, na fronteira com Minas Gerais, a subida dos rios já causou 29 mil desalojados. Recorde-se que, na passada quinta-feira, a localidade de Três Vendas, no município de Campos, teve de ser totalmente evacuada depois de um dique ter rebentado.

Em Minas Gerais, as fortes chuvas já afectaram 142 cidades e mais de dois milhões de pessoas, incluindo na capital, Belo Horizonte, e deixaram dez mil desalojados. Ontem, um casal morreu soterrado devido ao desabamento da sua casa, em Governador Valadares, aumentando para oito as mortes já confirmadas.

No estado de Goiás, a cidade de Goiás Velho, património histórico e cultural da Humanidade, está ameaçada pela subida do Rio Vermelho, e a Protecção Civil já elaborou um plano para retirar milhares de pessoas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)