Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Rio teme tragédia com nova dengue

O regresso de um tipo de vírus que não era detectado há décadas pode provocar este ano a maior epidemia de dengue da história da capital carioca.
17 de Fevereiro de 2012 às 01:00
Maioria dos cariocas não tem defesas contra vírus IV, que não era detectado há décadas
Maioria dos cariocas não tem defesas contra vírus IV, que não era detectado há décadas FOTO: Agência

Segundo o ministro brasileiro da Saúde, Alexandre Padilha, o Rio é a cidade que mais preocupa as autoridades sanitárias do país, uma vez que o ressurgimento do vírus tipo IV pode provocar uma tragédia de grandes dimensões, pois muitos dos cariocas não têm defesas contra esta variante da doença. De facto, este vírus não era detectado no Rio da Janeiro há mais de 25 anos, o que significa que todas as pessoas que nasceram a partir de então nunca tiveram contacto com ele, e logo estão vulneráveis ao contágio.

Números da Secretaria Municipal de Saúde do Rio revelam um aumento dos casos de dengue na cidade, enquanto no resto do país se regista este ano uma redução média de 62% no número de contágios. Do início do ano até agora foram notificados 3499 casos de dengue no Rio, o que significa um grau de contágio de 46,1 pessoas por cada grupo de 100 mil habitantes. No ano passado, o segundo mais grave da cidade no histórico da doença, o grau de contágio foi de apenas 37,5 por cada 100 mil habitantes.

Dengue Alerta Rio Janeiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)