Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Romance entre ministros conquista Itália

O debate político italiano está a ser dominado por uma história de alcova entre dois ministros do governo conservador do primeiro-ministro Silvio Berlusconi. Os rumores dão como certo o romance entre Gianfranco Fini, vice-primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros, e Stefania Prestigiacomo, ministra da Igualdade de Oportunidades.
16 de Maio de 2005 às 00:00
“É um asqueroso boato machista”, declarou Fini, líder da Aliança Nacional, considerando que se trata de um ataque político motivado pela sua posição sobre a realização de um referendo. A consulta popular sobre reprodução assistida vai realizar-se a 12 de Junho, e o partido de Fini declarou oficialmente a sua oposição, apelando à abstenção dos seus apoiantes. O desafio à posição oficial do partido, e o descontentamento que causou na linha mais apegada aos valores fascistas que já foram os do próprio Fini, explica, segundo alguns, a origem dos rumores na própria Aliança Nacional.
A ministra, igualmente revoltada, desmentiu também o caso e qualificou de “lixo” e “calúnia com motivação estratégica” as notícias que têm vido a lume sobre o romance e que deram origem a uma guerra de palavras entre a Comunicação Social e a classe política italiana.
No entanto, a verosimilhança da história está a ser alimentada por declarações da esposa de Fini. De facto, Daniela Fini declarou recentemente à revista ‘Vanity Fair’ que o marido raramente está em casa. “Nos filmes o marido volta a casa à noite. Mas comigo isso não acontece. Gianfranco não tem horário, nem sábados, nem domingos, nem feriados”, queixou-se a mulher do ministro, lançando achas para a ‘fogueira’ dos rumores.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)