Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

ROVER DAS PIRÂMIDES FALHA

A esperança de desvendar os segredos dos faraós deparou-se com um novo obstáculo. O “Rover das Pirâmides”, que foi ontem enviado para o coração da Grande Pirâmide egípcia de Kheops (ou Khufu), não concretizou a sua missão. Depois de ter furado a primeira parede de pedra, o robô deparou-se com uma segunda parede de pedra!
17 de Setembro de 2002 às 21:17
Com apenas 12 centímetros de altura, o “Rover das Pirâmides” foi enviado para o interior da maior pirâmide do Egipto, com o intuito de descobrir os mistérios que estão na origem da construção do gigantesco túmulo real.

O percurso pelo interior do túnel, que se inicia na câmara da rainha, foi transmitido ontem em directo, numa expedição patrocinada pela National Geographic. Mas o objectivo de encontrar novas câmaras que permitam aos arqueólogos obter detalhes sobre a construção das enormes antiguidades não foi concretizado e o pequeno robô não conseguiu “matar” a sua curiosidade.

Cumpridos 65 metros do misterioso túnel, o robô chegou à já esperada parede de pedra e introduziu a câmara óptica num pequeno buraco aberto na passada sexta-feira. Mas, surpresa das surpresas! Aquilo que o robô encontrou foi outra parede de pedra.

Mesmo assim, cientistas e arqueólogos não ficaram desanimados e vão agora voltar às investigações para preparar a próxima expedição. O novo obstáculo é agora a sua preocupação, pois desde 1872 se tenta descobrir a origem dos misteriosos túneis da gigantesca estrutura.

Alguns egiptólogos consideram que os túneis não passam de saídas de ar. Outros afirmam que se tratam de passagens para a alma do falecido rei ascender à “outra” vida. Contudo, o caminho para a descoberta está barrado e a dúvida persiste.

“Por trás da parede de pedra podem estar escondidos alguns dos pertences de Khufu ou até pode não estar lá nada”, revelou o chefe do Conselho das Antiguidades Egípcias, Zahi Hawass.

Esqueleto com 4500 anos

Aproveitando a transmissão da expedição do “Rover das Pirâmides”, o chefe do Conselho das Antinguidades Egípcias, Zahi Hawass, apresentou uma recente descoberta. No passado mês de Julho, um turista encontrou um sarcófago de um esqueleto com cerca de 4500 anos que os arqueólogos acreditam ser de Ny Swt Wsrt, o homem encarregue de inspeccionar a vila onde residiam os construtores da pirâmide.

As últimas refeições do ‘homem do gelo’

Cientistas revelaram ontem as duas últimas refeições de Oetzi, o conhecido “Homem do Gelo”. As análises dos restos encontrados nos intestinos do “homem da idade da pedra” indicaram que ele terá comido, pouco antes da sua morte, cereais, plantas e carne de cabra selvagem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)