Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Rússia: Candidatura do liberal Gregori Iavlinski chumbada

A Comissão Eleitoral Central russa anunciou esta segunda-feira que não irá autorizar a participação do dirigente do partido liberal Iabloko, Gregori Iavlinski, nas eleições presidenciais, por ter apresentado um número excessivo de assinaturas não reconhecidas.
24 de Janeiro de 2012 às 10:45
Gregori Iavlinski, candidato às eleições presidenciais na Rússia
Gregori Iavlinski, candidato às eleições presidenciais na Rússia FOTO: d.r.

"Neste momento, quando se está a proceder a uma segunda verificação das assinaturas, foi detectado um erro de 24 por cento. Semelhante quantidade permite recusar o registo do candidato", declarou aos jornalistas Nikolai Konkin, porta-voz da comissão.  

A lei eleitoral russa prevê que os candidatos sem o apoio de partidos com representação parlamentar apresentem um mínimo de dois milhões de assinaturas reconhecidas de eleitores. A margem de erro não pode ser superior a 5 por cento. Verificadas cerca de 600 mil assinaturas de apoio a Iavlinski, a Comissão Eleitoral encontrou também cópias de folhas de assinaturas e não originais, o que viola igualmente a lei.  

Gregori Iavlinski pode ainda recorrer aos tribunais para ver o seu nome inscrito no boletim de voto. Na véspera, o político liberal negou ter falsificado assinaturas e acusou a Comissão Eleitoral de o impedir de participar nas presidenciais por razões políticas.  

A Comissão Eleitoral Central russa já registou as candidaturas do primeiro-ministro, Vladimir Putin, do dirigente comunista Guennadi Ziuganov, do líder nacionalista Vladimir Jirinovski e do dirigente do Partido Rússia Justa, Serguei Mironov. Além destes candidatos, a comissão anunciou que vai também registar a candidatura do magnata russo Mikhail Prokhorov.  

As eleições presidenciais estão marcadas para 4 de Março.  

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)