Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

RÚSSIA RATIFICA TRATADO DE QUIOTO

O governo russo decidiu, esta quinta-feira, aprovar a ratificação do Protocolo de Quioto, acordo internacional para reduzir as emissões poluentes responsáveis pelas alterações climáticas. O 'sim' de Moscovo vai permitir que o tratado entre de imediato em vigor, logo após a aprovação pelo parlamento russo.
30 de Setembro de 2004 às 15:17
A decisão do Governo de Vladimir Putin é já considerada um passo importante para a ratificação do Protocolo de Quioto.
Francisco Ferreira, da Quercus, lembra que o acordo ainda não entrou em vigor porque terá que ser assinado por uma maioria de países. O Protocolo de Quioto já foi ratificado pela União Europeia, mas ainda não entrou em vigor, já que o acordo exige a adesão de 55 países que representam 55 por cento das emissões com efeito de estufa.
As autoridades norte-americanas embora tenham decidido ratificar o protocolo, em 1997, decidiram abandonar o acordo há dois anos.
PORTUGAL APLAUDE DECISÃO DA RÚSSIA
O Ministério do Ambiente português congratula-se com o facto de o Governo da Rússia ter aprovado a ratificação do Protocolo de Quioto e considera que a notícia pode ajudar a trazer os EUA de volta à discussão. O secretário de Estado do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, anunciou novas medidas para facilitar o cumprimento do acordo em Portugal.
O responsável considera que uma das "mensagens mais importantes" do aval do Governo russo é "tornar o Protocolo de Quioto irreversível" e permitir que, a nível internacional, se insista na adesão dos Estados Unidos, que abandonaram o acordo em 2001.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)