Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Rússia nega que naufrágio se deva a choque com submarino

Morreram 56 pessoas no naufrágio.
3 de Abril de 2015 às 13:28
Uma embarcação de resgate russa
Uma embarcação de resgate russa FOTO: Reuters

A Rússia negou esta sexta-feira que se tenha devido a uma colisão com um submarino o naufrágio de um pesqueiro na quinta-feira no mar de Ojotsk, frente à península de Kamchatka, no qual morreram 56 pessoas.

"Todas as informações divulgadas por algumas agências e redes sociais acerca da suposta causa do naufrágio do pesqueiro são invenções", disse o porta-voz da Marinha russa, general Igor Konashenkov.

Este responsável adiantou que na altura do incidente "não havia qualquer submarino russo naquela área".

Foram retomados esta sexta-feira os trabalhos de busca dos 13 desaparecidos do pesqueiro Dalniy Vostok, que naufragou na madrugada de quinta-feira. Duas dezenas de pesqueiros, uma embarcação de resgate e um helicóptero participam nas buscas.

Dos 63 sobreviventes, cerca de uma dezena com sintomas graves de hipotermia foi transportado na quinta-feira e hoje para hospitais de península de Kamchatka e os restantes deverão abandonar hoje a zona do naufrágio.

No navio trabalhavam 78 russos e 54 estrangeiros, de países como a Birmânia, Ucrânia, Vanuatu e Letónia.

Rússia Marinha salvamento / busca naufrágio submarino
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)