Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

SADDAM ACUSA INSPECTORES DA ONU DE ESPIONAGEM

O presidente do Iraque, Saddam Hussein, acusou os inspectores de desarmamento das Nações Unidas (ONU) de estarem a levar a cabo um trabalho de espionagem ao interrogar os responsáveis científicos iraquianos e ao interessarem-se pela localização de acampamentos do exército.
6 de Janeiro de 2003 às 10:07
“Em vez de procurarem armas de destruição maciça para colocar em evidência as mentiras dos mentirosos (Washington e Londres), os inspectores ocupam-se em questionar os científicos iraquianos e interessam-se pelo exército do Iraque e por armamento não proibido”, afirmou Saddam no discurso do 82º aniversário das Forças Armadas Iraquianas. “Grande parte do trabalho dos inspectores é puro trabalho de inteligência”, referiu o chefe de estado.

Ainda assim Saddam mostrou-se “confiante” na vitória do Iraque num eventual confronto militar com os Estados Unidos da América. O líder iraquiano assegura que o objectivo dos EUA não é o Iraque mas sim “ocupar o Golfo Pérsico” e assim garantir o controlo da região e dos recursos naturais.

Por seu lado, o ministro britânico de Assuntos Exteriores, Jack Straw, assegurou à cadeia televisiva BBC que “as probabilidades de um conflito contra o Iraque reduziram-se e que uma guerra não é inevitável”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)