Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

SADDAM DECRETA AMNISTIA GERAL

O presidente iraquiano, Saddam Hussein, assinou hoje um decreto de amnistia geral, sem precedentes na história do Iraque, que promete deixar praticamente vazias todas as prisões do país.
20 de Outubro de 2002 às 13:51
SADDAM DECRETA AMNISTIA GERAL
Para assinalar a sua reeleição no cargo por mais sete anos, com 100 por cento dos votos, Saddam decidiu amnistiar todos os detidos no país, incluindo os presos políticos.

A medida, que abrange indivíduos detidos por motivos criminais, beneficiará também todos os opositores ao regime de Bagdad em fuga no estrangeiro.

A amnistia decretada pelo presidente iraquiano não exclui os condenados por espionagem, tráfico de drogas, violação ou roubo à mão armada.

A única excepção vai para os condenados por assassínio, que só serão libertados caso sejam perdoados pelas famílias das vítimas, e para as pessoas que devam dinheiro ao Estado ou a particulares, que deverão pagar as suas dívidas antes de serem postas em liberdade.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)