Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

SADDAM ENGANADO

O ex-ditador iraquiano Saddam Hussein não ordenou um contra-ataque quando os EUA iniciaram a invasão do país por não acreditar que o ataque fosse avante. Tudo porque França e Rússia lhe tinham dado garantias de que bloqueariam a guerra.
4 de Novembro de 2003 às 00:00
Segundo o jornal “Washington Post”, o antigo primeiro-ministro Adjunto do Iraque, Tareq Aziz, que se entregou em Abril aos militares dos EUA, afirmou que enviados da França e Rússia prometeram a Saddam retardar a guerra com vetos no Conselho de Segurança da ONU de maneira a tornar impossível uma invasão em 2003.
Entretanto, um dia depois de guerrilheiros abaterem um helicóptero dos EUA, matando 16 soldados, Washington promete permanecer no Iraque, onde novos incidentes causaram ontem a morte a pelo menos onze civis iraquianos, entre eles um rapaz de onze anos. Num outro incidente, um juiz iraquiano encarregado de investigar antigos dignitários de Saddam foi raptado e executado.
Ver comentários