Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Sargento culpado do massacre de 24 civis no Iraque

O presumível responsável pelo massacre de Haditha, no Iraque, deu-se como culpado perante um tribunal marcial nos EUA por incumprimento do dever, após um acordo assinado com a acusação, anunciaram responsáveis militares.
24 de Janeiro de 2012 às 09:23
Iraque, massacre, Haditha, EUA, sargento, tribunal, Frank Wuterich
Iraque, massacre, Haditha, EUA, sargento, tribunal, Frank Wuterich

Um juiz militar deve agora fixar a pena do sargento Frank Wuterich, que respondeu perante um tribunal marcial na Califórnia, pela sua presumível responsabilidade no assassínio, pelo exército norte-americano, de 24 civis iraquianos, a 19 de novembro de 2005.

A pena deve ser lida esta terça-feira durante uma audiência na base militar de Pendleton,  a Sul de Los Angeles.

"O sargento Frank Wuterich deu-se como culpado por incumprimento do  dever na morte de civis iraquianos em Haditha", anunciaram os responsáveis  em comunicado.

Segundo as mesmas fontes, "a defesa e a acusação iniciaram uma discussão para encontrar uma solução para este assunto", nos termos dos quais Wuterich  "reconheceu ter faltado ao seu dever".

No total, 19 pessoas morreram nas suas casas, e cinco outras foram abatidas a bordo de um táxi, constituindo um dos mais graves crimes de guerra de que o exército norte-americano foi acusado durante o seu destacamento em cerca de nove anos no Iraque.

Segundo a acusação, não havia rebeldes no local e os militares protagonizaram três horas de massacre para vingar a morte de um camarada, vítima de uma bomba.

Chefe do esquadrão incriminado, sem qualquer experiência prévia de combate, o sargento Wuterich, 31 anos, sempre foi o principal acusado e os outros sete arguidos foram absolvidos.

Iraque massacre Haditha EUA sargento tribunal Frank Wuterich
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)