Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Sarkozy quer uma grande zona económica franco-alemã

Ex-Presidente francês também sugeriu a reformulação de Schengen.
22 de Maio de 2014 às 11:46
Nicolas Sarkozy
Nicolas Sarkozy FOTO: REUTERS/Eric Gaillard

O ex-Presidente francês Nicolas Sarkozy sugeriu "a criação de uma grande zona económica franco-alemã, coerente e estável, no coração da Zona Euro" e o fim do atual acordo de Schengen, em artigo publicado esta quinta-feira em França e Alemanha.

No texto é publicado nas edições, datadas de quinta-feira, da revista semanal francesa ‘Le Point’ e no diário alemão ‘Die Welt’.

A três dias das eleições europeias, o antigo presidente estima que "é necessário suspender imediatamente Schengen I e substitui-lo por um Schengen II, ao qual os países membros só poderiam aderir depois de terem adotado uma mesma política de imigração".

Sarkozy defendeu também a supressão "pelo menos de metade das atuais competências comunitárias".

A "grande zona económica franco-alemã" que propõe permitiria aos franceses "uma defesa melhor [dos seus interesses] face à concorrência alemã, apagando os limites fiscais e sociais" dos franceses e à França "tomar a liderança dos 18 países que compõem a união monetária".

As sondagens para as eleições europeias, que se realizam no próximo domingo, apontam para uma vitória da Frente Nacional em França, seguida da UMP e do PS, atualmente no poder em Paris.

Ver comentários