Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Saúde Pública brasileira vai fabricar e dar novo medicamento contra a SIDA

A partir de março, portadores do vírus terão vida mais facilitada.
26 de Fevereiro de 2014 às 21:05
saúde, vírus, sida

O Serviço único de Saúde brasileiro vai fornecer gratuitamente a partir de Março um novo medicamento contra a SIDA. O novo anti-viral combina dois medicamentos que já são usados separadamente, o tenofovir e a Lamivudina.

A partir do mês que vem, as duas substâncias vão ser fornecidas num mesmo medicamento, facilitando a vida dos portadores do vírus. Combinações de drogas anti-virais são recomendadas pela Organização Mundial de Saúde para garantirem melhor resposta do organismo ao tratamento e mais qualidade de vida aos soropositivos, que em muitos casos tomam até mais de 10 comprimidos de uma vez.

O novo medicamento será fabricado no Brasil, no Laboratório Farmanguinhos, no Rio de Janeiro, através de uma parceria com o Laboratório Blanver, que desenvolveu a fórmula. Pelo acordo, anunciado em 2012, o Blanver passará progressivamente a fórmula e a tecnologia de produção ao Farmanguinhos e, em contra partida, o governo brasileiro compromete-se a comprar o medicamento exclusivamente da empresa desenvolvedora durante cinco anos.

Uma estimativa do Ministério da Saúde prevê que pelo menos 73 mil portadores do vírus da SIDA passem a usar o novo medicamento. Ao todo, o SUS fornece gratuitamente coquetéis de anti-virais a 310 mil soropositivos.

saúde vírus sida
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)