Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

SAUDITAS CONTRA FILME DE MOORE

O realizador norte-americano Michael Moore deturpou alguns factos no seu último e controverso filme/documentário "Fahrenheit 9/11". Quem o diz é o embaixador saudita no Reino Unido, que em entrevista ontem publicada no "Sunday Telegraph" afirma ainda que Moore não viajou até à Arábia Saudita para verificar as suas informações.
2 de Agosto de 2004 às 00:00
Michael Moore
Michael Moore FOTO: d.r.
O príncipe Turki al-Faisal, meio-irmão do príncipe herdeiro saudita, Abdullah, reagiu desta forma às referência feitas pelo realizador à família real saudita.
Moore afirma no filme que a administração Bush ajudou príncipes sauditas e membros da família de Osama bin Laden, ele mesmo saudita, a deixar os EUA imediatamente após o 11 de Setembro, numa altura em que o espaço aéreo estava fechado.
Segundo o embaixador, esta acusação foi refutada pelo relatório da comissão independente que investigou os atentados. O príncipe sublinhou ainda que foi dado um visto a Moore para visitar a Arábia Saudita, mas o realizador nunca o utilizou. "Perdeu uma oportunidade importante para descobrir factos fundamentais", concluiu.
Ver comentários