Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Schäuble vai aumentar despesas militares

Governante diz que afluência de refugiados implica um compromisso reforçado.
27 de Dezembro de 2015 às 15:50
Ministro alemão apelou à indulgência dos países mais reticentes em acolher refugiados
Ministro alemão apelou à indulgência dos países mais reticentes em acolher refugiados FOTO: Osman Orsal/Reuters

O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, disse este domingo estar pronto para aumentar significativamente as despesas militares alemãs, no contexto da crise dos refugiados, e que espera eventualmente "um exército europeu comum".

"Nós devemos libertar mais meios para as iniciativas comuns de defesa europeias", referiu Schäuble em declarações ao diário Bild am Sonntag.

De acordo com o governante, a afluência recorde de refugiados na Europa implica um compromisso reforçado por parte da Alemanha "em matéria de política externa e de segurança", a fim de ajudar a União Europeia a "estabilizar" o Médio Oriente. "Isto vale igualmente para África", acrescentou.

"Em última análise, o nosso objetivo deve ser um exército europeu comum. Os meios afetos aos 28 exércitos nacionais poderão ser melhor utilizados se estiverem reunidos", afirmou Schäuble.

Em relação à distribuição dos requerentes de asilo na União Europeia, o ministro alemão apelou à indulgência dos países mais reticentes em acolher refugiados.

"Os países da Europa de Leste também devem acolher refugiados, mas menos do que a Alemanha [mais de um milhão só este ano]", defendeu Schäuble, sustentando que a Europa poderá sair "reforçada" da crise atual e  deu "um passo importante" ao concordar em proteger as suas fronteiras externas.

Wolfgang Schäuble Europa Alemanha refugiados
Ver comentários