Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Segunda operação para tirar agulhas

Os médicos do Hospital Ana Néri, em Salvador da Bahia, voltaram ontem a operar o menino M.S.A., de dois anos, para retirar mais agulhas que lhe foram cravadas no corpo pelo padrasto, Roberto Lopes, durante rituais de magia negra. Na sexta-feira, os médicos já tinham extraído quatro agulhas do coração e dos pulmões da criança, tendo a intervenção de ontem visado retirar agulhas do sistema digestivo e da bexiga.
24 de Dezembro de 2009 às 00:30
O menino foi internado com mais de 30 agulhas no corpo, cravadas pelo padrasto
O menino foi internado com mais de 30 agulhas no corpo, cravadas pelo padrasto FOTO: Reuters

Os clínicos vão agora ficar atentos à recuperação da criança, extremamente fragilizada por duas intervenções tão delicadas e invasivas em menos de uma semana, e só depois decidirão quando serão realizadas as próximas operações. As agulhas que mais preocupam agora são as que estão no canal da medula cervical e no fígado. As outras mais de duas dezenas, espalhadas por todo o corpo, pelo menos por enquanto poderão ficar, pois não afectam órgãos vitais.

Entretanto, a polícia da cidade de São Vicente Ferrer, interior do estado do Maranhão, prendeu o pai de um outro menino de dois anos que também apareceu com várias agulhas no organismo. A polícia acredita que a criança também foi torturada em sessões satânicas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)