Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Segurança de Diana alterada

A poucos dias de se completarem oito anos sobre a morte de Diana de Gales, veio a público mais uma teoria sobre a colisão da limusina que transportava a princesa num pilar do Túnel d’Alma, em Paris. A nova versão é da autoria de um guarda-costas de Diana, que desmonta a acusação da família al-Fayed quanto à conspiração do MI6 para assassinar a princesa.
29 de Agosto de 2005 às 00:00
Novas revelações sobre a morte da princesa e de Dodi al-Fayed
Novas revelações sobre a morte da princesa e de Dodi al-Fayed FOTO: Dylan Martinez/Reuters
De acordo com jornal ‘News of the World’, Kez Wingfield, que esteve com a princesa na trágica noite, afirma que a família al-Fayed alterou à última hora a segurança em redor da princesa.
Segundo Wingfield, face ao assédio dos ‘paparazzi’, a família al-Fayed alterou o percurso de Diana e Dodi na fatídica noite de 31 de Agosto de 1997, trocando inclusive de carro e ignorando os conselhos dos peritos de segurança.
“Esqueçam todos os mitos e teorias. Mohammed al-Fayed (pai de Dodi) diz que foi o MI6 que preparou a colisão. É absurdo, pois os preparativos para a viagem foram alterados sob as ordens dos Fayed – a viatura, o motorista, o percurso, tudo”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)