Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Sem-abrigo mata e come companheiro

Um jovem sem-abrigo alemão assassinou um companheiro de quarto num asilo austríaco, e comeu parte das suas entranhas. Quando foi detido, o assassino canibal tinha manchas de sangue em redor da boca e um prato com pedaços do cérebro da vítima à frente.
29 de Agosto de 2007 às 00:00
O caixão a ser retirado do asilo
O caixão a ser retirado do asilo FOTO: Robert Jaeger/Reuters
O macabro crime foi descoberto por uma empregada de limpeza do asilo para sem-abrigo da cidade de Viena, que entrou no quarto ontem de manhã e encontrou o corpo mutilado da vítima. Quando a polícia chegou, o assassino, um jovem alemão de 19 anos, ainda estava no local, e preparava-se para comer parte do cérebro da vítima, que tinha colocado num prato.
O alegado homicida, que tinha restos de sangue em redor da boca, não reagiu à detenção e limitou-se a proferir frases sem nexo, chegando mesmo a apontar para o corpo e a dizer, com ar inocente: “Olhem só o que aconteceu...”
O corpo da vítima, um austríaco de 49 anos, apresentava indícios de uma forte pancada com um objecto contundente na cabeça, além de vários cortes no peito e na barriga, alegadamente feitos pelo assassino para remover as entranhas.
Segundo a polícia, os dois homens tinham chegado ao abrigo no final da semana passada, e o crime terá ocorrido há pelo menos três dias. As paredes do quarto estavam cheias de sangue, e vários órgãos da vítima estavam espalhados pelo chão.
“O comportamento do assassino é profundamente anormal. A causa do crime poderá estar relacionada com uma reacção psicótica ou uma compulsão sádica”, afirmou um psicólogo da polícia austríaca, que recusou fazer mais comentários até completar uma análise psicológica detalhada do assassino.
O caso traz à memória o célebre ‘canibal de Rotemburgo’, que no ano passado foi condenado a prisão perpétua na Alemanha, depois de ter assassinado e devorado parte de um homem que conhecera através da internet, e que aceitara de livre vontade ser morto e comido.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)