Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Sequestro em escola francesa

Foram cinco horas angustiantes. Ao princípio da tarde de ontem, um ex-professor barricou-se com 21 alunos e dois adultos numa sala de aula da escola secundária de Sablé-sur-Sarthe, em França.
10 de Março de 2006 às 00:00
A Polícia manteve-se vigilante e cercou a escola secundária
A Polícia manteve-se vigilante e cercou a escola secundária FOTO: Danirl Joubert, Reuters
Agentes de elite cercaram o estabelecimento e negociadores experientes acorreram ao local. Afinal o sequestrador só queria chamar a atenção para a sua situação de desempregado de longa data e acabou por se entregar.
O sequestrador, de 33 anos, dera aulas como professor substituto naquela escola há dois anos, mas acabou por ser dispensado.
Desde então não consegue trabalho e sente-se deprimido e desesperado. Decidiu pegar numa pistola falsa e sequestrar alunos.
Durante as cinco horas em que manteve reféns alunos e funcionários, o sequestrador deixou que eles usassem telemóveis para tranquilizar os familiares e exigiu falar com jornalistas e um ex-ministro da Educação. Volvidas cinco horas acabou por se entregar. Não houve violência.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)