Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

SINGAPURA DESMENTE ESCRAVATURA SEXUAL

O governo de Singapura rejeitou, esta segunda-feira, as acusações dos EUA que apontam para um crescente aumento da prostituição forçada de mulheres na capital. O relatório norte-americano de 2004 dá conta do tráfico sexual de pelo menos 100 mulheres.
30 de Agosto de 2004 às 15:26
Os EUA consideram que Singapura, a par de outros países como o Camboja, China e Indonésia, não tem garantido as condições mínimas de segurança e apoio por forma a eliminar a prostituição forçada de mulheres, na sua maioria adolescentes. O governo da República de Singapura afirmou que apenas dois dos 18 casos reportados em 2002 e 2003 haviam sido confirmados e que os dados relativos a 2004 referem-se a alegados abusos sexuais de mulheres estrangeiras que trabalham no país como domésticas.
Singapura rejeitou as denúncias sobre o tráfico e exige agora ao governo de Washington o acesso aos dados da sua pesquisa, tudo em nome da transparência.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)