Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Síria: 32 manifestantes mortos em ataques das forças de segurança

Pelo menos 32 pessoas morreram e várias dezenas ficaram feridas na Síria em resultado de ataques das forças de segurança sírias contra manifestantes que protestavam na sexta-feira contra o regime de Bachar al-Assad.
11 de Junho de 2011 às 11:11

De acordo com um grupo de activistas citado pela Associated Press, 32 pessoas morreram na sexta-feira na Síria, metade das quais na província de Idlib.

Segundo o líder do Observatório sírio para os Direitos Humanos, Rami Abdul-Rahman, mais de 10.000 militares sírios participaram na repressão das manifestações.

De acordo com agências internacionais, os ataques ocorreram um pouco por todo o país, designadamente em Idlib, Maaret al-Numan, Damasco, Aleppo, entre outras localidades.

Mais de 4.000 sírios tentam passar a fronteira para a Turquia para fugir à onda de repressão no país.

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, garantiu que irá manter a fronteira aberta aos sírios e que a segurança na fronteira foi elevada para se gerir melhor a chegada de refugiados.

Segundo a Associated Press, as tropas responsáveis pela violência de sexta-feira na Síria são alegadamente comandadas pelo irmão mais novo de Assad, Maher.

Segundo as organizações de direitos humanos, a violência na Síria já causou a morte a mais de 1.400 pessoas, a maioria civis.

O governo sírio aponta também a morte de 500 membros das forças de segurança.

síria protestos manifestantes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)